1 / 0

News construtora jn

News construtora jn

Cadastre seu e-mail e fique por dentro
das novidades da Construtora JN

Como os empreendedores estão reagindo à pandemia

Construtora JN - Como os empreendedores estão reagindo à pandemia

Tempo de leitura: 10 minutos

Com os efeitos da pandemia pelo mundo, como as recomendações de isolamento social e de pausa nas atividades comerciais, o setor econômico tem sido um dos mais impactados. As empresas que não interromperam o atendimento, precisaram se reinventar, achando formas de adaptar os seus serviços às limitações trazidas pelo isolamento social, e pelas demais orientações da Organização Mundial de Saúde. Confira abaixo algumas dessas iniciativas.

Atendimento virtual

Aproveitando a proximidade e o contato a qualquer hora e lugar proporcionados pelas ferramentas digitais, plataformas de vídeos como Zoom, Google Meet e Skype têm sido verdadeiras aliadas das corporações, principalmente dos profissionais autônomos. Elas se tornaram as principais ferramentas de trabalho desses empreendedores, que podem planejar os rumos de seus negócios com os colaboradores, avaliar produtos ou processos fabris, e realizar reuniões em geral sem que ninguém precise se deslocar.

Profissionais da saúde, como psicólogos, têm feito as consultas por meio de vídeo chamadas, assim como professores com aulas particulares, fisioterapeutas e os personal trainers, que antes conduziam o atendimento presencialmente, e agora inovam por meio da internet, onde o profissional executa o movimento e o aluno o reproduz. Por mais que tenha vindo em uma situação desfavorável, esse modelo de atendimento pode ser muito útil no futuro.

Vouchers

Uma alternativa que está em alta é o retorno dos vouchers, uma medida adotada por bares e restaurantes para enfrentar esse período com mais estabilidade. Com os vouchers, os estabelecimentos conseguem antecipar as vendas com custos promocionais, que serão utilizados depois que o período de isolamento passar. Já há campanhas em que os restaurantes e bares cadastram-se, e o público verifica em quais dos estabelecimentos de sua região ele quer comprar esses cupons, para utilizá-los assim que possível.

Assim, as pessoas ajudam os estabelecimentos a se manterem, e garantem a primeira saída pós-quarentena. O mesmo modelo tem servido para as companhias aéreas, que começaram a montar pacotes de viagens flexíveis e com preços promocionais para serem utilizados até 2021, como é o caso da Azul, por exemplo. Desta forma, a empresa pode continuar operando sem grandes crises, e os clientes podem planejar viagens quando a situação amenizar.

Modelo de trabalho

A mudança dos lugares comuns de trabalho para o home office acabou se tornando tão comum devido às atuais circunstâncias, que muitas empresas passaram a enxergar, nesse modelo, algumas vantagens para as corporações. Produzir de forma remota, sem dúvidas, tem sido mais econômico para elas, que passam a ter um fôlego com a economia dos gastos de manutenção dos espaços de trabalho.

Essa economia pode ser investida em outros recursos que sejam mais viáveis para a empresa, já que, em muitos casos, o espaço e as ferramentas que os funcionários possuem em casa são suficientes para a execução do trabalho. Devido à ascensão do home office, já têm sido estudados espaços de trabalho mais compactos, que deixariam de ser locais acumulados de mesas e cadeiras, e se tornariam lugares que favorecem a interação entre os funcionários.

E-commerce

Nada como as vendas online para continuar impulsionando os negócios, dentro das limitações do contexto atual. A GPA, Companhia Brasileira de Distribuição, registrou que nos meses de abril e maio houve um crescimento de 82% nas vendas online. Com o isolamento social, os hábitos de consumo das pessoas têm se transformado ainda mais, já que o comércio online proporciona uma gama variada de produtos, e a compra e o recebimento deles sem que o consumidor precise se deslocar de casa.

Além disso, a substituição de uma loja física por uma plataforma digital facilita a operação da empresa em vários sentidos, como nos custos de manutenção em manter um local aberto, nas burocracias que vêm com as documentações, na disponibilização de uma equipe para atendimento presencial, entre outros.

Essas são algumas das alternativas às quais empresas e profissionais autônomos vêm recorrendo para driblar o impacto econômico causado pela pandemia. A Construtora JN, por exemplo, vem adaptando alguns de seus serviços para a intensificação dos canais de atendimento online, a fim de sanar as necessidades dos clientes de maneira segura.

Leia mais: As tendências de tecnologias em segurança do mercado imobiliário

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será compartilhado. campos marcados com * são obrigatórios.